o começo do recomeço

4 de abril de 2016

Não sei isso é uma característica do meu signo, da minha personalidade ou da minha vida, mas eu sou uma pessoa de recomeços. Alguns recomeços são dolorosos, outros são mais leves. As vezes eu demoro pra reconhecer a necessidade de um ponto final e fico me enganando nas vírgulas. Mas aí, nesses casos, o destino é implacável: ele me prova de uma maneira não tão carinhosa de que a minha intuição estava certa, que é pra eu parar de ignorar o que uma voz, lá no fundo do meu peito, tem pra me dizer.

"não importa o quão difícil foi o passado; você sempre pode começar de novo".

“não importa o quão difícil foi o passado; você sempre pode começar de novo”.

Essa voz apareceu muitas e muitas vezes nos últimos meses. Foi ela que me fez voltar atrás e desistir da carreira como consultora de estilo. Foi ela que me deu novas ideias e possibilidades. Foi ela que me avisou de más intenções. Foi ela que me segurou em fases difíceis.

Foi essa voz que me fez criar esse blog e foi essa voz que me pediu pra voltar.

E, então, eu voltei. Mas diferente dessa vez. Quero dar uma voz mais pessoal pra esse espaço, pra poder compartilhar assuntos que me fazem pensar, imagens que fazem meus olhos brilharem e textos que possam trazer um pouco de leveza pro nosso dia.

Imagem: Luciel14

Imagem: Luciel14

Não pretendo apagar os textos anteriores porque eu gosto muito deles e eles podem servir de referência caso alguém se interesse pelo assunto. Mas o foco não será mais esse a partir de hoje. Espero que os antigos leitores entendam! :-)

Tenho um monte de textos novos pra postar aqui e espero que vocês gostem da nova linha editorial do site. E, é claro, estou sempre a disposição para sugestões, críticas, comentários construtivos, conversas por e-mail e, porque não, encontros casuais para um pedaço de bolo e uma xícara de café!

Imagem: Pinterest/Reprodução

Imagem: Pinterest/Reprodução

Prometo alguns textos ainda essa semana, hein? <3

Beijos,

Júlia, com as duas doses de café devidamente tomadas.